sábado, 10 de agosto de 2013

[leia] Mercado de Apodi não será mais revitalizado

Nosso Apodi é mesmo um lugar atípico. Muito recentemente a gestão atual apresentou projeto de revitalização do mercado público do Apodi, com planta e tudo. Poderia ficar uma belezura.

Só que essa reforma não vai ser mais possível. O motivo? Bom, as gestões anteriores, bem para trás das últimas que aconteceram, foram loteando aos poucos, os boxes que por lá estão entre particulares. Isso com carta de Foro e tudo.

Moral da história, o mercado público do Apodi não é público é de particulares, já que cada boxe daquele, que os caros (as) leitores (as) veem lá por dentro, pertence a um dono, são privados.

Para se fazer uma reforma boa uma um estrutura como aquela, só é possível com verba federal. Para se vir verba federal, é preciso apresentar um projeto e, o possível local da reforma, precisa ter uma escritura pública. O nosso mercado não tem. Assim, um projeto não pode ser apresentado ao governo federal para sua revitalização, pois não há escritura pública do mercado em cartório e sim, pontos que pertencem a particulares na estrutura.

E o açougue, é público?

Bom, o açougue realmente é do município, com escritura em cartório, de papel passado como se diz popularmente. Se um dia a PMA quiser fazer a revitalização do mesmo ai sim, pode fazer o projeto e pleitear verba federal para isso.

Ah! A feira livre também pertence ao município e pode ser revitalizada. A agente dá esse lembrete por que por aqui o que a geste pense que algo é público às vezes não é, na verdade é privado. Que município é esse meu Deus? Que bagunça.

Os vereadores e atual gestão precisam regulamentar leis para que esses desmandos por aqui deixem de acontecer de uma vez por todas. Por aqui, só a título de exemplo, uma pessoa ver uma praça, só por que em um passado aquele terreno da praça pertenceu a seus ancestrais e, se acham no direito de fazer o que bem entendem com o que deveria ser público. Fazem edificações, alugam, vendem, casam, batizam e diabo a sete. Assim não dá para organizar uma cidade.

Eu vi no Blog do Toinho.

14 Comentários:

Anônimo disse...

Acho que devemos encontrar as alternativas e revitalizar o Mercado Público.
Ação Judicial, desapropriação, o que for preciso, mas tem que revitalizar.
Nós elegemos Flaviano para ele resolver os problemas e não passar por cima como os outros fizeram.

Anônimo disse...

Cadê os vereadores? Trabalhando ? onde? em que? nos poupe que gostamos.

Anônimo disse...

CARTA DE FORO NAO TEM VALOR JURIDICO, ENTAO CONTINUA SENDO PUBLICO NIMGUEM PODE SE APROPRIAR DE VENS PUBLICOS, NAO HA USO CAPIAO EM PREDIOS PUBLICO SO PRECISA TER CORAGEM PRA TIRAR O PESSOAL DE LA, ISSO FLAVIANO NAO QUER FAZER

Emanuel disse...

Bom é uma situação delicada, mas se o local "já foi público" ou esteve sob o domínio público (posse), acredito que há como reverter a situação, logo que pelo Código Civil Brasileiro não como incidir a Uso-Capião sobre Bem Público. E se houve venda dos lotes, é necessário que se mostre os documentos que comprovem as formalidades legais do negócio. Logicamente que deve haver as devidas indenizações, mas o interesse privado não pode sobrepujar o interesse da coletividade.

Anônimo disse...

sim agora vcs querem que flaviano coloque na rua, quem as gestões anteriores derão espaço, para ele sair como ruim mais uma vez.

Anônimo disse...

então por que a prefeitura mantem funcionários e paga a água e energia do estabelecimento ?

Anônimo disse...

Concordo com o anônimo, caso contrário nunca vai ser feito nada. Se poder ser com recursos federais que seja com outro tipo de recurso.

Anônimo disse...

O Povo de Apodi não aceita mais quem só faz de conta, o povo de Apodi quer alguém que solucione os problemas.
Os problemas vão surgir todos os dias, mas nós queremos alguém capaz de solucioná-los.
Esperamos que Flaviano solucione os problemas e se o Mercado Público é um deles, pois cuide de solucionar rapidamente.

Anônimo disse...

Minha mãe comprou um pontinho no mercado onde o mesmo se encontra com escritura legalmente, não sei como foi que fizeram, mas a escritura já tem muitos anos e é legítima reconhecida pelo cartório com isso ela tem pleno direto e posse daquele lote. Acho que seria de estrema importância a revitalização do mercado e que possa o prefeito chegar a um acordo sem perca para os que possuem escritura legalmente, pois acho que há como fazer isso.

Anônimo disse...

Apodi tem que voltar a ser uma aldeia indígena. Ô cidadizinha desorganizada viu! Quando se diz que passamos décadas afundados na falta de desenvolvimento ainda tem uns que dizem que lutavam muito pelo o avanço, só se foi pelo o avanço das contas bancárias deles!

Anônimo disse...

Sugestão!!

A prefeitura poderia usar os royaltes para revitalizar, pois a nova geração só falava dos royaltes. Verba livre e pode usar para melhorar as estruturas do mercado.

Anônimo disse...

quem ganhou prometendo resolver tudo foi flafla e zeze entao eles aguentem e deixe de enrolar e comece a trabalhar ja ta na hora.

Anônimo disse...

Li que vários anonimos disseram que esperam que Flaviano resolva os problemas. é muito fácil cobrar soluções. E é muito fácil provocar problemas. Pensemos. Mas acredito que a equipe que compoe a Nova Gestão vai resolver essas abacaxis deixadas. E peço também que continuem divulgando até os remendos que foram feitos nos calçamentos, coisas pequenas feitas pelas gestão- pois era só o que as passadas faziam.

antonio filho disse...

se tem dono porque a prefeitura paga despesas entrem com açao judicial e os donos que reformem igual . minas . salvador e demais cidades com patrimonios historicos que sao particulares

PUBLICIDADE

Arquivo do blog

  ©Template by Dicas Blogger

TOPO